Filhos da Pátria | Primeiras Impressões


Divulgação.

Corrupção, preconceito racial, machismo, misoginia… Estes temas polêmicos se enquadrariam perfeitamente numa série moderna. Mas Filhos da Pátria faz diferente. A série escrita por Bruno Mazzeo traz um humor refinado ao abordar o jeitinho brasileiro.

Ambientada em 1822, quando a Independência estava recém-proclamada, a série narra a a história do funcionário público Geraldo Bulhosa (Alexandre Nero) que teme perder o emprego. Para garantir o sustento da casa, sua mulher, Maria Teresa (Fernanda Torres), acredita que precisa apressar os planos de um bom casamento para a filha, Catarina (Lara Tremouroux). A garota não quer e a situação vai se desenrolando entre a tragédia e a comédia. Paralelamente, seguimos as tramas envolvendo os escravos da família, Lucélia (Jéssica Ellen) e Domingos (Serjão Loroza); e o irmão dela, Zé Gomes (Flávio Bauraqui), que conquistou sua alforria.

Divulgação.

O diferencial de Filhos da Pátria é o humor sutil. Situações e diálogos que se assemelham as situações atuais. O que nos dá uma certa infelicidade ver que o tempo passou e diversas questões sociais que incitam discursos de ódio, a violência e o preconceito em si permanecem as mesmas.

O elenco é repleto de grandes nomes, o figurino é extremamente fiel à retratação histórica e os diálogos são extremamente bem elaborados. Filhos da Pátria diverte, entretenimento e faz pensar. Um dos maiores acertos da Rede Globo e conta com a primeira temporada completa no Globo Play.

O que você achou disso?

Chorei Chorei
0
Chorei
OMG OMG
0
OMG
Fail Fail
0
Fail
Amei Amei
0
Amei
Medo Medo
0
Medo
QUE?? QUE??
0
QUE??
Egnaldo Júnior

Colunista, escritor, blogueiro, humorista e radialista. Técnico em Segurança do Trabalho, Jornalista em formação. Amante da televisão, das séries, tecnologias e redes sociais. Adora comédia romântica e filmes de terror/horror. #Paz

Filhos da Pátria | Primeiras Impressões