Especial | Trilogia Mad Max

by

Há 30 anos estreava “Mad Max – Além da Cúpula do Trovão“, terceiro filme da franquia diretamente responsável por colocar o cinema australiano definitivamente no mapa cinematográfico mundial, além de revelar o ator então desconhecido Mel Gibson, que conta com nada menos que 2 Oscar por “Coração Valente“, além de uma extensa carreira como ator e diretor. Em 2015 o Diretor George Miller, também roteirista e criador da franquia, a revisita com “Mad Max – Estrada da Fúria“, filme que chega às telonas em 14/05 (próxima quinta).

Como preparação à estreia do filme, o Cine Cine Mania preparou este especial, analisando cada aspecto dessa saga tão cultuada, tanto por fãs quanto pela crítica especializada.

Por Pedro M. Tobias

My name is Max. My world is fire and blood.

 

O Diretor/Roteirista George Miller merece todos os créditos pela excelente obra que é Mad Max (assim considerada a trilogia como um todo). Ele criou um universo distópico e foi trabalhando aos poucos os elementos que o compõem. A busca por combustível, embora possa parecer tola, é uma metáfora tanto para representar a falta de água e alimento característicos desse tipo de futuro pós-apocalíptico quanto para a coisificação das relações humanas, onde o combustível que sustenta a máquina vale mais que aquele que sustenta o homem. Destarte, o combustível como MacGuffin funciona como complemento da estética voltada para os designs de veículos e de figurino no estilo punk.
O protagonista da obra nunca foi Max Rockatansky, mas sim o universo no qual esse personagem está inserido. Max, neste sentido, funciona mais como um guia, que ao longo da Trilogia vai apresentando aos poucos esse ambiente inóspito e caótico. Essa tese é ainda reforçada pela decisão do diretor de não incluir grandes nomes no elenco (exceto Mel Gibson, que ficou conhecido graças ao filme, e Tina Turner, personagem incluída no único filme que não foi completamente dirigido por Miller e buscando, claramente apelo junto ao público). A ausência de rostos conhecidos não tira a atenção de tudo que está sendo apresentado na tela.
Por fim, Mad Max é uma obra recheada de significados e camadas, o que a torna tão fascinante. Ao mesmo tempo que as excelentes cenas de ação geram diversão, a própria existência e as motivações delas ressaltam esse caráter multifacetado da obra. Apesar dos mais de 35 anos do primeiro filme, a obra não ficou datada e ainda pode (e deve) ser revisitada por todo aquele que se diz fã de cinema.

 

Confira os demais posts deste Especial:

 

Crítica | Mad Max
Crítica | Mad Max
Crítica | Mad Max 2 - A Caçada Continua
Crítica | Mad Max 2: A Caçada Continua
Crítica | Mad Max 3 - Além da Cúpula do Trovão
Crítica | Mad Max 3: Além da Cúpula do Trovão

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Mad Max: Estrada da Fúria (2015)

 

Título original: Mad Max: Fury Road

Ano: 2015

Gênero: Ação, Aventura, Thriller

Duração: 120 min. (2h)

Classificação: 16 anos

Roteiro: George Miller, Brendan McCarthy, Nick Lathouris

Direção: George Miller

Elenco: Tom Hardy, Abbey Lee, Charlize Theron, Courtney Eaton, Hugh Keays-Byrne, Iota, Jennifer Hagan, Nicholas Hout

Acesse o site oficial do filme, clicando aqui.

 

À luz de seus antecessores, “Mad Max – Estrada da Fúria” tem tudo para ser um sucesso tanto de crítica quanto de público. George Miller provou que um orçamento maior apenas engrandece sua obra e, pelos trailers já divulgados, o filme estrelado por Tom Hardy (“Guerreiro“, “Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge“) e Charlize Theron (“Prometheus“, “Branca de Neve e o Caçador“) e que traz, do elenco do primeiro Mad Max, Hugh Keays-Byrne (o vilão “Toecutter”), tem tudo para superar os demais e iniciar um novo e bem sucedido capítulo nesta franquia, visto que o próprio Hardy confirmou ter assinado contrato para mais 3 filmes no papel de Max.

O filme estreia nos cinemas no dia 14/05 com crítica aqui no Cine Cine Mania. Até lá é segurar a ansiedade e rever a Trilogia em maratona para já ir ficando no clima.

Assista aos trailers:

Eita, vê se gosta desses aqui também

  • math

    Me preparei! valeu pelo especial.