Crítica | Sniper Americano

by

7194 (1)

Título Original: American Sniper

Ano: 2015
Gênero: Ação, Biografia, Guerra
Duração: 134 min. (2h14min)
Classificação: 14 anos
Roteiro: Clint Eastwood
Direção: Jason Hall
Elenco: Bradley Cooper, Sienna Miller, Kyle Gallner, Brian Hallisay, Brandon Eaton, Eric Close, Eric Ladin, Jake McDorman, Keir O’Donnell, Luke Grimes, Marnette Patterson, Max Charles, Owain Yeoman, Reynaldo Gallegos e Sam Jaeger.
Acesse o site oficial do filme, clicando aqui.

 

 Por: Alyson Fonseca

“Patriótico, longa destaca heroísmo do atirador de elite mais letal da história dos Estados Unidos”

 

Sniper Americano, que estreia nesta quinta-feira (19/02),  é estrelado por Bradley Cooper no papel de Chris Kyle, cujas habilidades como atirador o transformam em um herói no campo de batalha. Mas existe muito mais sobre ele do que sua maestria como um atirador de elite.

Chris Kyle, um SEAL (Forças de Operações Especiais da Marinha dos Estados Unidos), é enviado para o Iraque com uma única missão: proteger seus irmãos de armas. Sua precisão salva inúmeras vidas no campo de batalha e, conforme as histórias de suas corajosas façanhas se espalham, ele recebe o apelido de “Lenda”. No entanto, sua reputação também está crescendo por trás das linhas inimigas, colocando sua cabeça a prêmio e tornando-o alvo principal de insurgentes. Ele também enfrenta um tipo de batalha diferente em seu lar: se esforçando para ser um bom marido e um bom pai estando do outro lado do mundo, longe dos seus amados.

Apesar do perigo e do preço pago por sua família deixada em casa, Chrisserve por quatro angustiantes vezes no Iraque, personificando o lema dos SEALs: “não deixar ninguém para trás”. Mas, após retornar para sua esposa Taya (Sienna Miller) e seus filhos, Chris descobre que é a guerra que ele não consegue deixar para trás.

0277017.tiff

Bradley Cooper faz uma brilhante atuação, na pele de um homem, que para uns foi um verdadeiro demônio, para outros um herói. Cooper consegue convencer convence, desde sua preparação física, para encarar o personagem, até suas expressões e angústias. Muito conservador e patriota ao extremo, viveu de acordo com um código simples: Deus. País. Família. Aquelas não eram apenas palavras para ele. Elas eram o alicerce de uma vida consagrada ao dever e Cooper mostra muito bem esta crença.

Clint Eastwood, é um premiado cineasta, que venceu o Oscar® por “Menina de Ouro” e “Os Imperdoáveis”, dirigiu Sniper Americano e deixou o seu patriotismo influenciar na forma como ele conduziu as filmagens. O filme foi escrito por Jason Hall e baseado no livro: American Sniper: The Autobiography of the Most Lethal Sniper in U.S. Militar History, de Chris Kyle e escrito com Scott McEwen e Jim DeFelice.  Hall escreveu um Chris Kyle que merece o respeito e a admiração por parte de todos os americanos, afinal, ele foi um verdadeiro herói da vida real.

Na equipe técnica (você pode consultar, acessando o site do filme), é um verdadeiro time de vencedores, só tem premiados do Oscar®.

Recheado de cenas de ação, o que irá satisfazer muito os fãs do gênero, Sniper Americano, apesar da exagerada violência apresentada no filme, vale a pena, pois não narra a história de um algoz de mais de 160 vidas, mas a alma do filme são os relacionamentos: entre Chris e seus companheiros de guerra, ao qual o mesmo chama de irmãos e, em particular, entre Chris e sua esposaTaya, que é o relacionamento mais importante do filme.

 

AVALIAÇÃO GERAL: 90% (ÓTIMO)

Assista os trailers:

 

 

Assista o vídeo dos bastidores do filme: 

 

Eita, vê se gosta desses aqui também