Crítica | Mad Max: Estrada da Fúria


imagesTítulo Original: Mad Max: Fury Road
Ano: 2015
Estreia: 14/05/2015
Gênero: Ação
Duração: 120 min.
Roteiro: Brendan McCarthy, George Miller, Nick Lathouris
Direção: George Miller
Elenco: Tom Hardy, Charlize Theron, Nicholas Hoult, Zoë Kravitz, Rosie Huntington-Whiteley, Josh Helman, Nathan Jones, Hugh Keays-Byrne

Acesse o site oficial do filme, clicando aqui.

Acesse a fan page oficial do filme, clicando aqui.

Explore o showroom de veículos do filme, clicando aqui.

 

Por: Alyson Fonseca

Explosões, câmera, ação!

Finalmente, estreia nesta quinta-feira (14), o quarto filme da franquia Mad Max. Com trama ambientada pouco tempo depois de Mad Max: Além da Cúpula do Trovão (1985), o novo filme não vai deixar o espectador piscar os olhos.

Em Mad Max: Estrada da Fúria numa paisagem desértica e pós-apocalíptica a humanidade luta por suas vidas. Uma dessas pessoas é Max Rockatansky (Tom Hardy), um homem durão e de poucas palavras que está em busca de paz de espírito após perder sua mulher e o filho. Ele parte no resgate de um grupo de garotas envolvidas numa guerra mortal. Furiosa (Charlize Theron), por sua vez, é uma mulher de atitude que acredita poder sobreviver ao cruzar o deserto de volta para sua terra natal.

Assombrado por seu turbulento passado, Max acredita que a melhor maneira de sobreviver é vagar sozinho. No entanto, ele é levado por um grupo em fuga através deWasteland em um War Rig (carro de guerra) dirigido por uma Imperatriz de elite chamada Furiosa. Eles estão fugindo de uma cidadela tiranizada por Immortan Joe (Hugh Keays-Byrne), que teve algo insubstituível roubado. Enfurecido, o senhor da guerra convoca todas as suas gangues e persegue os rebeldes impiedosamente na estrada de guerra que se segue.

filme-para-ir-no-blog

Do diretor vencedor do Oscar® George Miller (“Happy Feet: O Pinguim”), criador do gênero pós-apocalíptico e a mente por trás da lendária franquia Mad Max. Miller dirige o filme a partir do roteiro que ele escreveu com Brendan McCarthy e Nico Lathouris. Mad Max: Estrada da Fúria, traz o retorno ao mundo do Guerreiro das Estradas, Max Rockatansky, desta vez, na pele de Tom Hardy.

Tom Hardy (‘Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge’) estrela o papel-título em Mad Max: Estrada da Fúria– o quarto na história da franquia. Ele atua com muita propriedade o papel de um ex-policial, sobrevivente, mercenário em um futuro pós-apocalíptico onde água e gasolina são disputadas a peso de ouro. Ele consegue desempenhar um papel melhor do que até o próprio Mel Gibson (que viveu o personagem por três franquia).

Mad-Max-Estrada-da-Furia-04Jan2015_02

Outra atuação de destaque está com a vencedora do Oscar® Charlize Theron (“Monster: Desejo Assassino”, “Prometheus”) que atua como Furiosa. É a personagem dela quem pontua todo o argumento do filme. Ela é uma pessoa de confiança que tenta salvar as esposas de Joe, em busca de uma vida melhor. Será que o próximo filme será estrelado por mulheres?

Hugh Keays-Byrne é um tirano que controla uma das poucas fontes de água restantes do mundo e faz um bom personagem excêntrico. Ele se depara com uma oficial de Joe que se revolta e foge com as cinco esposas do vilão, escravizadas e usadas como barrigas de aluguel. Ela é a pessoa mais importante a lutar ao lado de Max em todos os filmes. E consegue, com justiça, roubar o posto de protagonista em muitos dos momentos.

madmax4_11-650x400

Nas cenas de ações, não dá para piscar os olhos para não perder nenhum detalhe das máquinas, as acrobacias e balés dos carrões, são de tirar o fôlego. O destaque vai para a cena da tempestade na areia, quando os war boys entram em ação. Aqui, as paisagens são excepcionais. Os personagens pulam dos veículos, se apoiam em postes, as explosões dos carros vão enlouquecer os fãs da franquia. A película é belíssima pela simetria e o cuidado com cada movimento. Tudo isso será muito bem aproveitado nas salas XD (onde o Cine Cine Mania assistiu o filme na cabine de imprensa).

Atrás das câmeras, só nomes vencedores do Oscar® John Seale (“O Paciente Inglês”), que assina a excelente fotografia. Miller também está produzindo o filme, junto com o indicado ao Oscar® Doug Mitchell (“Babe: O Porquinho Atrapalhado”, “HappyFeet: O Pinguim”), seu parceiro de produção de longa data.

fototres_1

Além do também vencedor do Oscar® , o designer de produção Colin Gibson (“Babe: O Porquinho Atrapalhado”), a editora Margaret Sixel (“Happy Feet: O Pinguim”) quem fez uma competente montagem, o figurinista vencedor do Oscar® Jenny Beavan (“Uma Janela para o Amor”).

Uma observação: Mel Gibson não faz falta ao longa.

Mad Max: Estrada da Fúria vai emocionar os fãs de todos os filmes da franquia e os espectadores, fãs de carrões. Valeu a pena a demora e que venham várias continuações de Mad Max.

AVALIAÇÃO: 100 % (EXCELENTE)

 

 

O que você achou disso?

Chorei Chorei
0
Chorei
OMG OMG
0
OMG
Fail Fail
0
Fail
Amei Amei
0
Amei
Medo Medo
0
Medo
QUE?? QUE??
0
QUE??
  • Sabrina

    Shooooooooooooooooooooooooooooow!!! O próximo deve se chamar Mad Maria. Oba! Fim de semana garantidíssimo. Valeu!!!

  • José Otávio Maranhão

    Sensacional. Crítica excelente. Tô louco para assistir e ler este texto, criou-me expectativas. Obrigado!

Crítica | Mad Max: Estrada da Fúria