Crítica | Kingsman: O Círculo Dourado


 

O ‘American Way’ na espionagem de alta classe!

Os caricatos e cavalheiros agentes britânicos têm dia certo para invadir as salas de cinema do Brasil. Em 28 de setembro estreia Kingsman: O Círculo Dourado, continuação direta de seu antecessor de 2015. Nessa nova produção, dirigida por Matthew Vaughn (de X-Men: Primeira Classe), somos apresentados mais uma vez ao Heróis Eggsy (Taron Egerton) e Harry (Colin Firth), porém desta vez, com aliados americanos.

A Kingsman é uma alfaiataria de fachada de uma agência independente de inteligência e espionagem, que tem sua central violentamente explodida por um míssil da nova vilã Poppy (Julianne Moore). Desamparados, os sobreviventes Eggsy (Egerton) e Merlin (Mark Strong) vão em busca dos Statesman – agencia semelhante à sua, porém americana e com um negócio de bebidas, como fachada – em busca de unir forças contra essa nova ameaça.

Divulgação

De imediato, podemos vislumbrar todos os elementos que tornaram Kingsman: Serviço Secreto (2015) um longa bem-sucedido, retornarem à presente sequência. Agentes elegantemente vestidos, no melhor estilo britânico refinado, sequencias frenéticas de ação que usam e abusam de câmera de ‘perspectiva”, que segue os movimentos, como se fosse uma go pro instalada no punho do personagem enquanto acerta o adversário no rosto.

Outro fator sofisticado e elegante, que inconscientemente nos remete à James Bond, são os icônicos ‘brinquedinhos’ de agentes secretos, presentes em abundância. Como uma pasta que é uma metralhadora ou um relógio que dá choque, até mesmo um isqueiro que, na verdade, é uma granada. Todos utensílios de um lord do Reino Unido.

Vaughn, que assina a direção e também o roteiro em parceria com Jane Goldman, constrói a narrativa de forma gradual e que desperta curiosidade na plateia. Todos os porquês são respondidos pouco a pouco e o desenvolver dos personagens também acontece naturalmente. Dessa vez, também somos introduzidos à Statesman, agência de inteligência americana.

Divulgação

Aqui tudo funciona similarmente à Kingsman, no entanto, com o toque estadunidense. Os ‘brinquedos’ secretos também estão presentes, mas ao invés de um isqueiro-bomba, é uma bola de baseball, ao invés de vestir ternos finos, os agentes exibem um figurino de cowboy e um deles, Whiskey (Pedro Pascal), utiliza-se de um laço de rodeio para atacar seus oponentes.

Do outro lado, está a vilã Poppy (Julianne Moore), excêntrica comandante do maior cartel de drogas do mundo, chamado de ‘círculo dourado’, título do longa. A antagonista faz jus à fórmula do filme anterior, já que na pegada de humor negro satírico, é necessário que o personagem do mal seja muito bizarro. Poppy vive nas ruínas de uma civilização, onde construiu uma mini cidade nos moldes dos anos 50.

Entretanto, a escolha de Julianne Moore para o papel parece não ter sido a mais acertada. A atriz esforça-se para soar sarcástica e ‘meiga’ enquanto realiza suas perversidades, e acaba por não passar a tão necessária naturalidade para que o público possa acreditar que ela realmente seja quem interpreta na tela.

Divulgação

Taron Egerton, mais uma vez na pele de Eggsy, é a ‘cara’ da Kingsman, e agora seu personagem já incorporou todos os valores e modos da agência. O ator não só evoluiu desde seu ato anterior, mas como também demonstra um certo conforto no papel. Evidentemente, é uma das melhores performances do longa, juntamente com Colin Firth vivendo Harry mais uma vez. Entretanto, este último personagem não está exatamente como visto no primeiro filme, e os motivos não serão revelados para evitar spoilers!

No mais, Kingsman: O Círculo Dourado é uma sequência à altura de seu antecessor, e proporcionará uma emocionante jornada de ação e humor àqueles que simpatizaram com o longa anterior e que apreciam o mundo da espionagem. Contando com bons plot twists, boa performance e enredo criativo, o longa em questão é uma boa escolha para divertir-se no fim de semana.

Com ajuda do Review

O que você achou disso?

Chorei Chorei
0
Chorei
OMG OMG
1
OMG
Fail Fail
0
Fail
Amei Amei
3
Amei
Medo Medo
0
Medo
QUE?? QUE??
0
QUE??
Thiago

Professor de inglês e Advogado. Apaixonado por música, filme e pizza!

Crítica | Kingsman: O Círculo Dourado

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Open List
Open List
Ranked List
Ranked List
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format