Divórcio | Crítica 2


Comédia narra o fim do matrimônio de forma caricata e hilária.

Está chegando aos cinemas de todo o Brasil, nesta quinta-feira, a nova comédia nacional intitulada Divórcio e estrelado por Murilo Benício e Camila Morgado. O longa é assinado pelo diretor Pedro Amorim (de Mato Sem Cachorro) e também conta com André Mattos, Luciana Paes e Márcia Cabrita no elenco.

A premissa da obra é bem objetiva. Júlio (Benício) e Noeli (Morgado) são um casal do interior de São Paulo que conseguiram crescer na vida e fundar uma fábrica de molho de tomate. Ao longo dos anos tiveram duas filhas e moram em uma enorme casa de luxo. Seria tudo perfeito, se não fosse pelo simples fato do casamento do casal ter perdido o brilho e que agora não passa de uma tediosa e insuportável convivência.

Divulgação.

A medida que a ‘panela de pressão’ caminha à explosão iminente, que é a relação dos protagonistas, para então dar lugar ao divórcio propriamente dito, o longa aborda as mais hilárias e corriqueiras situações que compõem uma separação litigiosa, porém, visto sob uma ótica caricata e cômica.

Com base nessa premissa, somos convidados a embarcar nessa triste realidade pensando: vamos rir para não chorar!

O roteiro, assinado por Paulo Cursino e Angélica Lopes, pode ser dividido em três etapas: ‘A iminência’ – que é o casamento desgastado, sem gás, sem paixão, sem respeito. ‘A ruptura’ – parte que mostra a dissolução da sociedade conjugal e todos os ‘problemas’ que surgem dali como filhos, patrimônio e empresa. E por fim, o ‘Depois’, como fica a vida e o psicológico de cada ex-cônjuge?

Divulgação.

Apesar da temática nada leve na vida real, o longa desenvolve-se de forma cômica em todas as partes e cenas, afinal, trata-se de uma comédia. Nesse quesito, a obra faz bonito e é capaz de arrancar boas risadas da plateia, com humor inteligente em diversos momentos, mas não tanto em outros.

Ver uma personagem gritando exageradamente e descabelada tentando soar engraçado é, no mínimo, o estilo ‘zorra total’ de ‘comédias globo’ e alguns momentos assim poderão ser vislumbrados na tela. Felizmente, eles não são a maioria e até a pessoa mais séria poderá diferenciar estes do o humor bem bolado, como na cena em que o casal divorciando fecha as portas da sala de audiência e o diretor coloca sons de guerra e bombas na trilha sonora, fazendo uma inteligente comparação, como muito visto em comédias francesas.

Apesar de criticados, até um certo ponto quanto à interação do casal Júlio e Noeli, Murilo Benício e Camila Morgado caem muito bem em seus respectivos papéis. A dupla de artistas consegue imprimir em seus personagens toda a ironização presente no roteiro, tais como características antes vistas como normal pelo jovem casal, mas agora absolutamente insuportáveis. Isso é retratado em tela de forma muito espontânea e não soa forçado em momento algum.

Divulgação.

 

Interessante chamar atenção, que o sotaque incorporado pelos protagonistas é de interior paulista. Isso poderá causar um certo estranhamento, de início, mas após o choque inicial, o público absorve e aceita o jeito do casal naturalmente. Compondo o conjunto de cenários e elementos do interior, além do sotaque, está uma grande quantidade de músicas sertanejas, um bar sertanejo e até mesmo tomadas aéreas belíssimas.

É notável que as comédias brasileiras estão saindo do padrão ‘Zorra Total’ e besteirol americano. É uma linha tênue, porque não temos uma ausência de ambos elementos, mas sim uma redução. É evidente, entretanto, que as produções recentes têm se encaminhado às comédias inteligentes, que mesclam ironia, caricaturas e uma pitada de humor negro. É mais um título para ser somado à nova leva de filmes nacionais de qualidade, presente no mercado cinematográfico atual.

No mais, Divórcio é uma retratação inteligente e caricata, da queda de uma relação tida quase como obrigatória na sociedade: o casamento. Leve e ao mesmo tempo exagerado em certos momentos, o longa em análise arrancará boas gargalhadas do público em geral, é um alívio cinematográfico em meio a tanta pressão e atritos vivenciados no mundo atualmente.

Com ajuda do Review

O que você achou disso?

Chorei Chorei
0
Chorei
OMG OMG
1
OMG
Fail Fail
0
Fail
Amei Amei
2
Amei
Medo Medo
0
Medo
QUE?? QUE??
0
QUE??
Thiago

Professor de inglês e Advogado. Apaixonado por música, filme e pizza!

Divórcio | Crítica 2