COLUNA | As franquias na (des)construção do Cinema criativo.


Para começar gostaria de deixar claro que o propósito do texto não é desmoralizar as franquias cinematográficas, muito pelo contrário, sou um grande fã de várias, como, por exemplo, a trilogia ‘O Poderoso Chefão’, a franquia ‘Harry Potter’, a trilogia ‘Batman’ de Christopher Nolan, assim como muitos outros. O que incomoda é o rumo que a indústria da Sétima Arte está tomando; cercada por um mar de filmes com alto custo de produção, transbordando de efeitos especiais e fabricados em forma com o único propósito de vender e agradar adolescentes cheios de dinheiro e com muita vontade de gastar.

XXX TRANSFORMERS-AGE-EXTINCTION-MOV-JY-4661-.JPG A ENT

A falta de uma programação menos comercial está em falta, enquanto que, nos cinemas alternativos, a programação existe, mas a falta de público e consequentemente de investimentos acaba obrigando muitos a fecharem as portas. Os cinemas tradicionais estão correndo risco de deixarem de existir, as grandes salas de cinema estão sendo restringidas franquias fabricadas em formas, e as produções originais estão perdendo espaço.

Felizmente, alguns ainda conseguem surgir como uma luz no final do túnel a fim de aliviar essa saturação de gêneros iguais, relacionamentos “água com açúcar” e roteiros extremamente previsíveis. A indústria audiovisual brasileira é um exemplo dessa resistência, investindo pesados em projetos originais, de baixo custo e de bom gosto, como, por exemplo, as produções ‘O Lobo Atrás da Porta’, ‘Hoje Eu Quero Voltar Sozinho’ e ‘Praia do Futuro’.

É possível, sim, conseguir uma receita positiva com uma produção de baixo orçamento. Isso já foi provado diversas vezes, como, por exemplo, com o vencedor do Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro, a produção franco-brasileira Central Brasil com Fernanda Montenegro, que lucrou 22,462,500 dólares em todo o mundo. Vários outros filmes, também, conseguiram o mesmo feito, aliás, o cinema começou sua história com as pequenas produções que ganharam o mundo utilizando, como técnica, a paixão e a dedicação pela arte.

Central-do-Brasil

Não precisamos de cinquenta franquias iguais e sem criatividade, uma adaptação bem feita ou um filme original de qualidade já consegue suprir a “falta”. Não fazemos questão do 3D – não contribui em nada na maioria dos filmes e é extremamente desconfortável para quem usa óculos – e de três horas de pura embromação com dragões e adolescentes pulando de prédios.

Um pouco de originalidade cairia bem.


O que você achou disso?

Chorei Chorei
0
Chorei
OMG OMG
0
OMG
Fail Fail
0
Fail
Amei Amei
0
Amei
Medo Medo
0
Medo
QUE?? QUE??
0
QUE??
  • Um dos textos mais notáveis que já tive o prazer de ter lido.
    Parabéns ao blogueiro.

  • Marcelo Serc

    Um bom texto. Parabéns.

COLUNA | As franquias na (des)construção do Cinema criativo.

log in

Resetar senha

Back to
log in
Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Open List
Open List
Ranked List
Ranked List
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format