Crítica| Cinquenta Tons de Cinza


Brazil_Online_1sht_0Título Original: Fifty Shades of Grey
Ano: 2015
Duração: 127 min. (2h07min.)
Classificação: 16 anos
Roteiro: Kelly Marcel
Direção: Sam Taylor-Johnson
Elenco: Dakota Johnson, Jamie Dornan, Andrew Airlie, Ann Wu-Lai Parry, Anna Louise Sargeant, Anne Marie DeLuise, Anthony Konechny, Brent McLaren, Callum Keith Rennie, Chad Fortin, Dylan Neal, Eloise Mumford, Emily Fonda, Jason Cermak, Jason Verner, Jennifer Ehle, Jo Wilson, John Specogna, Jordan Gardiner, Julia Dominczak, Kirt Purdy, Luke Grimes, Marcia Gay Harden, Matthew Hoglie, Max Martini, Megan Danso, Peter Dwerryhouse, Rachel Skarsten, Raj Lal, Reese Alexander, Rita Ora, Steven Cree Molison, Tom Butler, Victor Rasuk

 

Por: Alyson Fonseca
“Sam Taylor-Johnson opta por cenas de sexo comportadas em adaptação de E. L. James”

Sinopse: Cinquenta Tons de Cinza é a mais aguardada adaptação do best-seller que se tornou um fenômeno mundial. Desde seu lançamento, a trilogia “Cinquenta Tons de Cinza” já foi traduzida para 51 idiomas ao redor do mundo e já vendeu mais de 100 milhões de exemplares, entre cópias físicas e e-books, tornando-se uma das maiores vendas de série de livros até hoje. Nos papéis de Christian Grey e Anastasia Steele, que se tornaram ícones para milhões de leitores, estão Jamie Dornan e Dakota Johnson. Ao lado deles, ainda se juntam ao elenco os atores Luke Grimes como Elliot, irmão de Christian; Victor Rasuk, como José, amigo próximo de Anastasia; Eloise Mumford como Kate, melhor amiga e colega de quarto de Anastasia; Marcia Gay Harden como o Dr. Grace Trevelyan Grey, mãe de Christian; Rita Ora como Mia, a irmã de Christian; Max Martini como Taylor, guarda-costas de Christian; Callum Keith Rennie como Ray, o padrasto de Anastasia; Jennifer Ehle como Carla, mãe de Anastasia; e Dylan Neal como Bob, marido de Carla. Cinquenta Tons de Cinza é dirigido por Sam Taylor-Johnson e produzido por Michael de Luca e Dana Brunetti com auxilio de E. L. James, criadora da série. O roteiro é de Kelly Marcel.

É muito difícil um escritor de livros fazer sucesso. Raramente surge uma criação tão única, que vira um verdadeiro fenômeno, revolucionando fãs em todo o mundo.  E. L. James e sua criação, a trilogia Cinquenta Tons de Cinza faz parte desse seleto grupo e os número mostram todo este êxito: seus livros venderam mais de cem milhões de cópias e foram traduzidos para mais de 51 idiomas, consagrando a saga.

Agora, a adaptação de Cinquenta Tons de Cinza, que estreia nesta quinta-feira (02/12) em circuito nacional, tem sido assunto comentado, com ampla especulação e de muita curiosidade, intriga, que quebrou tabu. Apesar de ainda não ter sido estreado na telona, o filme já é um sucesso, seu trailer se tornou o trailer de filme mais assistido no YouTube em 2014. E na pré-venda já foram vendidos mais de três milhões de ingressos, tornando-o como um grande evento nos cinemas.

2434_D020_00195R_0

Entre as atuações, Dakota Johnson (A Rede Social, Anjos da Lei)  assume o seu papel e vive a estudante Anastasia Steele, ela é virgem e que se torna a submissa.  De alguma forma, com maturidade surpreendente, Johnson construiu a imagem das mulheres que idolatram os livros. Já Jamie Dornan (The Fall, Once Upon a Time)  aparece mais tímido – consequência natural da falta de profundidade de seu personagem, construído a partir da mistura de psicologia barata com alguma obsessão por encaixá-lo nos clichês das mais óbvias fantasias sexuais. Ele não arrisca e não se parece com o bilionário Christian Grey, o dominador que E. L. James descreveu.  O drama erótico se parece mais com uma comédia romântica, com cenas bem ordinárias de sexo, levando  o espectador ao deleite de algumas sequências de sexo, por sinal muito mais light do que sugeria o toda a barulheira provocada nos últimos meses. Ao todo as cenas de sexo não chega ao vinte minutos e passa rápido demais, aparentemente, para não constranger os atores.

Os personagens coadjuvantes se limitam em aparecer em uma única e breve cena, a mais que aparece é a Kate, melhor amiga de Ana, vivida pela atriz Eloise Mumford (The River).

O destaque vai para a trilha sonora, assinada por Danny Elfman, o hit Crazy In Love (remix) interpretada por Beyoncé é um espetáculo. A cena que o casal sobrevoa a bem fotografada e deslumbrante Seattle noturna a bordo do helicóptero “Charlie Tango”, ao som de “Love me like you do”, de Ellie Goulding está um verdadeiro show.

Dirigido por Sam Taylor-Johnson (O Garoto de Liverpool), e escrito por Kelly Marcell (Walt nos Bastidores de Mary Poppins) ambas trazem uma história de amor sem o erotismo previsto nos livros da criadora da série E L James (pseudônimo literário de Erika Mitchell) e faz com que a expectativa dos leitores e fãs da saga não seja superada, mas para os leitores dos livros, vale a pena ir ao cinema e ver a versão audiovisual da obra James.

AVALIAÇÃO: 75% (BOM)

Acesse o site oficial do filme, clicando aqui.

Acesse a fan page oficial do filme, clicando aqui.

Assista o trailer: 

O que você achou disso?

Chorei Chorei
0
Chorei
OMG OMG
0
OMG
Fail Fail
0
Fail
Amei Amei
0
Amei
Medo Medo
0
Medo
QUE?? QUE??
0
QUE??

Crítica| Cinquenta Tons de Cinza

log in

Resetar senha

Back to
log in
Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Open List
Open List
Ranked List
Ranked List
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format